Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Adolescência a fase de grandes mudanças

Profissionais de diversas áreas vêm estudando a adolescência, alguns nos aspectos biológicos, outros psicológicos e sociais. Atualmente sabe-se que este período de transição da infância para a vida a adulta, é marcado por diversos aspectos de transformação tanto biológicos como psicológicos. Este processo de mudança nem sempre é vivenciado da mesma forma pelo adolescente, alguns podem passar por esta fase de forma mais tranquila e outros não, porém os conflitos e dúvidas existiram para ambos e como eles irão encarar isso, irá depender dos recursos psíquicos de cada um, do seu histórico familiar, das suas experiências na infância, suas características de personalidade e temperamento que são inatos do ser humano.

No Brasil, para o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), ela começa aos 12 e vai até os 18 anos. As mudanças serão físicas, psicológicas e comportamentais. A mudança física é a primeira a ser observada, há um crescimento acelerado, mudança da voz, crescimento de pelos, movimentos desengonçados, mudança hormonal entre outras. Essas mudanças na anatomia e na fisiologia são, geralmente, acompanhadas de mudanças comportamentais. A puberdade é identificada pelo mundo dos adultos como o momento em que o adolescente precisa começar a assumir outro papel social, o que implica novas responsabilidades e posturas frente à vida. Como essas mudanças ocorrem de uma forma muito rápida, o adolescente pode se sentir bastante confuso, cheio de dúvidas e ansiedades com relação ao que a sociedade espera dele. Essa nova fase o coloca diante do desconhecido, ficam meio perdidos diante de tantas mudanças, por isso é essencial que a família e a escola, estejam preparadas para orientá-los e servir de modelo para construir comportamentos mais adequados. Nesta fase é comum que sejam muito cobrados pelos pais e o meio social, sua responsabilidade aumenta e com isso os seus medos e inseguranças também, por isso é preciso muito cuidado e paciência com as expectativas que estão sendo colocadas sobre este jovem. O adolescente busca por si mesmo, de sua identidade, todas as mudanças biológicas e sociais pela qual passa o levam a perceber que está vivenciando uma situação nova, e toda situação nova gera medo, ansiedade, preocupação em ser aceito em um grupo, fazer parte de algo. Nesta fase é comum que tenham conflitos com a autoimagem, às vezes podem gostar de si e outras não. Apesar de todas essas mudanças ele ainda precisa dar conta de continuar desenvolvendo sua personalidade, precisa saber quem ele é. É comum que os adolescentes passem horas na frente do espelho e fiquem se comparando uns com os outros, buscando um padrão de normalidade e aceitação. Às vezes eles podem querer se isolar para entender sua própria identidade, precisam de um tempo para elaborar tantas informações, sensações e transformações. Nesta fase é comum que eles se identifiquem mais com o grupo do que com a família, eles precisam se reafirmar, buscar segurança e fortalecer sua autoestima, e nada melhor do que conseguir isso com o grupo de amigos que estão passando pela mesma situação, é um processo de identificação coletiva, por isso geralmente eles se vestem de forma parecida. Muitas vezes ele busca refugio dentro de si mesmo e se deixa levar por seus pensamentos, começa a refletir sobre diversos aspectos da vida, sobre sua identidade, sobre quem é, o que está fazendo aqui, sobre seu papel no mundo. A percepção do tempo acontece de forma diferente para eles, por exemplo: há um trabalho escolar para ser feito e ele se envolve em outro tipo de atividade; a mãe insiste com a urgência do tempo e ele responde que “dá tempo, o trabalho é pra... amanhã”. O adolescente ainda não possui a capacidade de delimitar e discriminar como nós adulto temos, isso ele vai desenvolvendo no decorrer desta fase. Questões sexuais também ficam afloradas nesta fase, assim como dúvidas e inseguranças.

O adolescente não consegue manter uma linha de conduta rígida, permanente, mesmo que tente. Ele tem uma personalidade “esponjosa”, ou seja, permeável, absorvente, que recebe e também projeta tudo enormemente. Na verdade, é o mundo adulto que não suporta as contradições dos adolescentes, não aceita suas identidades transitórias e exige deles uma atitude adulta para a qual ainda não estão capacitados.

Há uma separação progressiva dos pais, e o adolescente precisa entender que esse processo é necessário para o seu desenvolvimento, o que acaba gerando muito ansiedade. Algumas vezes os pais podem dificultar esse processo, pois não aceitam e negam que o filho está crescendo. É nesta fase que os adolescentes precisam de boas referencias de seus pais, os quais precisam ter papéis bem definidos, sem contradições e de boas condutas, é preciso ter personalidades consistentes. Em lares que passam por problemas como violência, dificuldade financeira, divergências de condutas dos pais, abuso de álcool, entre outras, certamente haverá um impacto negativo na vida dos seus filhos, podendo desenvolver problemas de ansiedade, depressão, estresse, fobia social, dificuldade de aprendizagem, insegurança, envolvimento com drogas e bebidas o que está aumentando cada vez mais nos dias atuais.

Devido às mudanças hormonais é comum que o humor dos adolescentes mudem de uma para outra, o sentimento básico de ansiedade e depressão acompanha a adolescência, sobretudo devido às perdas que sofre. É preciso avaliar com cuidado cada caso e o quanto isso pode estar prejudicando a vida deste jovem.

Os adolescentes tem o pensamento mágico de que com eles algo ruim não pode acontecer, eles ainda não têm amadurecimento para entender as consequências de seus comportamentos. Por isso muitas vezes eles se colocam em situações de risco como: abusar da velocidade com carro, motos, escalar, beber demais, uso de substâncias, esportes radicais entre outros.

Enfim a adolescência é uma fase delicada, única, complexa e intrigante, a qual precisa ser entendida em sua total complexidade.

Contato:16-9 91249738

Av. Dr. Carlos Botelho, 1158 - Centro, São Carlos - SP, 13560-251, Brasil

  • Facebook

©2018 by psicólogocogntivocomportamental. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now